Notícias
Notícia:





Saúde
05/06/2019
Tamanho da letra   




Programa Mãe Lourenciana já entrega primeiros kits




banner

O programa Mãe Lourenciana foi lançado oficialmente na tarde desta quarta-feira (5), na Câmara Municipal, com a presença das participantes dos programas, autoridades e imprensa. Criado pelo governo municipal de São Lourenço do Oeste, por meio da Secretaria de Saúde, o programa Mãe Lourenciana tem como objetivo primordial prestar assistência ao pré-natal e ao puerpério, organizando a rede de atenção à saúde materna e infantil para, de forma integrada e mediante equipe multidisciplinar, garantir o acesso, o acolhimento e a resolutividade das intercorrências havidas no referido período.

Prefeito de São Lourenço do Oeste, Rafael Caleffi explicou que, ao assumir a gestão municipal, percebeu que não havia nenhuma gestante cadastrada no sistema de saúde do município, o qual ainda configurava entre os primeiros do Estado de Santa Catarina na mortalidade infantil. “Sabíamos que algo precisava ser feito para reverter essa situação e garantir a saúde plena das mães e de seus filhos”, disse.

A secretária de Saúde, Adriane de Jesus, contou que aproximadamente 150 gestantes estão participando do programa Mãe Lourenciana. Agradeceu toda a equipe envolvida no processo e pediu para que as gestantes cumpram com todos os requisitos porque, além de garantirem a assistência necessária, na 36ª de gestação todas recebem um kit contendo produtos como fraldas, shampoo, sabonete, talco e outros.

A vice-presidente da Câmara Municipal, Loreci Smaniotto de Oliveira, ressaltou que o programa é muito bom, mas precisa da participação das gestantes para obter seu sucesso. Ela pediu que as gestantes façam o devido acompanhamento e não faltem nas consultas, algo extremamente importante para garantir a saúde da mãe e do bebê.

Requisitos

Entre os requisitos do programa está realizar o pré-natal, na sua integralidade, na sua Unidade Básica de Saúde de São Lourenço do Oeste, participar do curso de gestante, fazer acompanhamento com consultas e aplicar as vacinas necessárias recomendadas pelo Ministério da Saúde.


Data de publicação: 05/06/2019

Fonte: Assessoria de Comunicação




Veja mais fotos desta notícia



COMPARTILHAR:





  VOLTAR