Município
Agropecuária
Tamanho da letra   





O setor agropecuário foi o grande responsável pelo desenvolvimento do município desde o seu surgimento.

Inicialmente o extrativismo vegetal e a criação de suínos expandiram fronteiras que vieram com o passar dos anos cedendo espaço à outras atividades, porém sempre deixando claro que nossa origem é agrícola.

Hoje em dia a bovinocultura leiteira é uma das principais forças motrizes  do município; o setor possui  importância fundamental  tendo em vista que possuímos aqui uma das maiores bacias leiteiras do Estado de Santa Catarina contando com cerca de 1.300 criadores e um rebanho de aproximadamente 20.000 cabeças que ao todo produzem mais de 40 milhões de litros de leite/ano.

Buscando incentivar ainda mais o desenvolvimento do setor, o Governo Municipal mantém em funcionamento o Programa de Melhoria Genética do Plantel de Gado Leiteiro que fornece mensalmente aos produtores rurais, em torno de 350 doses de sêmen de alta genética, sendo que o único custo que cabe ao produtor é a mão de obra do inseminador; além do sêmen, os produtores recebem gratuitamente os utensílios usados na inseminação como nitrogênio, bainhas e luvas.

Preocupados com a formação de um plantel sadio e de boa linhagem, os técnicos da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, realizam o acompanhamento desde a gestação, até o nascimento da bezerra garantindo a eficácia do programa que já colocou São Lourenço do Oeste, na vanguarda da produção leiteira regional.

Em parceria com a Universidade Comunitária da Região de Chapecó -  UNOCHAPECÓ - o Governo Municipal implantou em 2010 o Curso Superior de Tecnologia em Bovinocultura Leiteira, que objetiva formar profissionais na área específica da bovinocultura leiteira, permitindo uma melhor produtividade e competitividade nas propriedades.

No município também são cultivados cerca de 8.000 hectares de milho e mais de 2.500 hectares de soja, sendo estas dentre outras as principais culturas; a Silvicultura (cultivo de eucalipto e pínus) tem sido desenvolvida de forma extraordinária perfazendo hoje 7.800 hectares plantados.

A bovinocultura de corte e a avicultura também são desenvolvidas, sendo que no município pode-se contabilizar um rebanho de bovinos de corte superior a 7.000 cabeças e mais de 60 propriedades onde se produzem cerca de 4 milhões de aves por ano.

O Governo Municipal desenvolve em parceria com a EPAGRI o Experimento de Oliveiras, no qual vem obtendo a cada nova safra excelentes resultados, visando oferecer ao homem do campo em um futuro próximo, condições para que o mesmo tenha uma nova alternativa de cultivo e geração de renda.

É de vital importância que o Governo Municipal por meio da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Rural continue implantando programas e ações que possibilitem ao homem do campo desenvolver a sua vocação na plenitude, sendo capaz de gerar o próprio sustento e o de sua família com dignidade e tomando consciência de sua vital importância ao movimento econômico e ao desenvolvimento do município.







      

  VOLTAR